Sonzera [Motörhead]

 

motorhead

Depois de ser expulso da banda progressiva/pesada/psicodélica inglesa Hawkwind, por ter ficado retido nos EUA por porte de drogas em uma turnê do grupo ao país, o vocalista e baixista Lemmy Kilminster formou, em meados dos anos 70, o grupo Motörhead, gíria para viciados em anfetaminas, que era o nome de sua última música pelo antigo grupo, com Larry Waliis nas guitarras e Lucas Fox na bateria. Insatisfeito com os outros integrantes, que considerava muito ruins, Lemmy reformulou a banda chamando o baterista Philty "Animal" Taylor e o guitarrista Fast Eddie Clarke, fazendo história com esta formação e tornando-se uma das bandas que mais influenciou o gênero, recebendo também o título de "a mais barulhenta do mundo".

lemmy2  img_677_6319 mhMotorhead wallpaper (4)

Seis anos mais tarde, o som criado pelo grupo passou a ser conhecido como trash metal. Seu primeiro disco chamou-se On Parole (76), ainda com Larry na guitarra, tendo sido relançado recentemente. Depois, seguiram-se Motõrhead (77) e o legendário Overkill (78), que transformou o grupo em um dos mais cultuados da época, mantendo-os no topo do "European Hard-Rock-charts". Neste ano o Motörhead emplacou o primeiro hit na Inglaterra com "Louie Louie", abrindo caminho para o sucesso que viria depois.

Caracterizado pelos vocais guturais, Lemmy logo tornou-se uma marca registrada do grupo, conquistando seus fãs com um som pesado, que agradou a metaleiros e punks. Com o mesmo nível dos álbuns anteriores, o grupo confirmou, através dos trabalhos seguintes, sua posição no cenário musical como um dos mais respeitados e queridos grupos de heavy metal. Assim foi com Bomber (79), Ace of Spades (80) e com o antológico No Sleep Til Hammersmith (81), um dos discos mais aclamados de todos os tempos na história do rock.

O ano de 1962 foi um dos piores para o Motörhead, que enfrentou a saída de Eddie Clark no meio de uma turnê que realizavam para o lançamento de Iron Fist. No seu lugar entrou Brian Robertson (ex-Thin Lizzy), quando lançaram Another Perfect Day (83). Os problemas continuaram e o grupo foi obrigado a ficar três anos sem lançar nenhum disco, devido a desavenças com a gravadora.

Dois anos depois, Philty Taylor e Robertson deixam o grupo e Lemmy tem que recomeçar praticamente do zero. Com Pete Gill na bateria, PhiS "Zoomster" Campbell e Wurzel nas guitarras, a banda voltou aos bons tempos lançando, em 86 um dos mais famosos discos do grupo, o clássico Orgasmatron.

motorhead1 lemmy0001780,the-best-of-motorhead  mostOversexedMusicians_LemmyKilmister_l1

Já refeitos da crise, lançaram Rock And Roll (87), que marca a volta de Philty Animal às baquetas. Neste mesmo ano, gravaram a trilha sonora e atuaram no filme "Eat the Rich", no qual Lemmy fez um dos papéis principais. Seguiram-se No Sleep at AlI (88), The Birthday Party (90) e 1916, de 91, responsável pela conquista de um status a altura da qualidade da banda, representando para os fãs e críticos um marco na desenvolvimento do potencial do grupo.

Philty Taylor saiu pela segunda vez da banda em 92, ano do lançamento do disco March or Die, seu último registro com o grupo, que passou a contar com a bateria de Mikkey Dee (ex-King Diamond e Don Dokken), antigo conhecido de Lemmy.

O álbum seguinte foi Bastards, gravado em 93. Após seu lançamento, o guitarrista Mick Wurzel abandonou a banda, que voltou a ser apenas um trio. Em 96 lançaram Overnight Sensation e no primeiro semestre de 1998 saiu Snake Bite Love provando que o Motörhead está com tudo e não vai parar tão cedo.

Comemorando os 25 anos da banda, em 2000, a gravadora editou uma coletânea dupla intitulada Best of Motorhead. Também foi registrado um show com várias participações especiais como a de Brian May, Doro, entre outros que saíu em DVD sob o título de Boneshaker, em 2001, além de um CD ao vivo gravado no Brixton Academy. No ano seguinte chega Hammered. Produzido por Bob Kulick (Meat Loaf, W.A.S.P.) e Bob Marlette em Los Angeles, o álbum é considerado pelos fãs um dos melhores de toda a carreira do grupo.

up-2Lemmy 20081217152631_6274_medium_motorhead1lemmy-headaer  motorhead motorhead_lemmy motorhead-ace_of_spades-frontal Motorhead-rock-in-rio-2010 

 

Eu tive o prazer de ver essa banda tocar, ao vivo e a cores, Lemmy vive sob as leis do rock and roll, sua vida se resume a mulheres, bebidas e muito rock, é o maior exemplo de pedreiro do mundo, e mesmo com os seus respeitáveis 64 anos continua, vivendo o como se tivesse começado a banda, é admirado por todos os roqueiros do mundo, por continuar com a humildade e o ideal de 40 anos atrás que é simplesmente tocar e gravar musicas. um dos melhores shows da minha vida.

Texto Kiss FM

 

clique na imagem e conheça algumas músicas

motorhead_logo

Comentários
0 Comentários

Outros blogs

2leep.com
 
Pedro Pedreiro © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, templates para blogspot, and jogos para pc